Mundo da Keka || Experimentos
Menu
Como fazer Papel Reciclado

Como fazer Papel Reciclado

O papel é feito de celulose vegetal. Um pinus pode fornecer material suficiente para produzir um metro cúbico de jornal. Ao utilizar papel reciclado dispensamos a utilização de nova matéria prima. O papel, ao ser reciclado, perde sua característica original de tal forma que dificilmente ele poderá ser utilizado para o mesmo fim. Uma folha de revista dificilmente voltará a ser uma nova revista. Mas pode servir bem para um jornal. Um jornal, dificilmente poderá se transformar em um novo jornal, porém, pode se transformar em uma embalagem. Os processos industriais procuram otimizar o processo de reciclagem para que o papel possa ser reutilizado o máximo possível. O processo caseiro porém deixa muito a desejar. Por outro lado, o processo artesanal ganha ênfase na arte. A reciclagem de papel em casa é muito mais arte do que reciclagem.

Material Necessário

• Telas (22,5 por 30 cm)
• Cerca de 20 folhas de jornal velho, papel sulfite usado ou papelão fino
• Água (1xícara de papel para 180 mL de água, aproximadamente)
• Panos
• Toalha
• Tesoura
• Cola branca
• Tanque, bacia grande ou cuba de pia que possa ser fechada
• Bancada que possa receber umidade (ou então cubra com um plástico)
• Liqüidificador potente
• Varal e prendedores de roupa
• Uma guilhotina para papel e uma prensa são dispensáveis, mas produzem melhores resultados.
• Espátula
• Rolo de abrir massa (opcional)
• Amido de milho, carbonato de cálcio e formol (opcional)
• Corante para alimentos (opcional)
• Hortelã seca, canela, flores secas ou outros aromas (opcional)

Procedimento

Construção das telas
As telas são montadas em molduras de madeira da mesma forma que uma tela de serigrafia. Sendo assim, velhas telas de serigrafia servirão perfeitamente e podem ser conseguidas em qualquer serigrafia mesmo de graça. Se for este o caso, apenas retire as telas de serigrafia e as substitua pelas telas mais grossas. A tela de nylon é a mesma utilizada para se evitar insetos em portas e janelas ou para cobrir viveiros de plantas. Pregando ou grampeando a tela na moldura é o suficiente para termos um ótimo resultado.
Seleção da matéria prima
Dê preferência a papéis de melhor qualidade como papel de revista ou sulfite. Papéis muito carregados de tinta resultam em um papel cinzento. Para se ter um resultado claro e límpido, recorte as bordas e regiões mais limpas do papel. As partes mais coloridas como fotos e imagens de revistas podem ser utilizadas em um papel tingido de cor bem escura. Jornais e papel pardo como caixas de papelão não são bons para a reciclagem caseira. As caixas de ovos e de maçãs são um caso à parte: apesar de serem de papel reciclado, são bem coloridas. Se misturarmos uma certa quantidade de papel de caixa de ovo em nosso papel podemos obter belos resultados coloridos. Papel de dinheiro velho também dá uma ótima cor para o papel reciclado.

1. Picar e molhar

Os papéis industrializados possuem um certo alinhamento das suas fibras. Rasgar o papel neste sentido é muito mais fácil que fazê-lo perpendicularmente. Uma tesoura ou uma guilhotina também podem ser utilizadas. Em muitos lugares é possível recolher o papel para reciclar já picotado. Este "confete" precisa ficar um tempo de molho para amolecer antes de ser moído no liqüidificador.

2. Bater no liquidificador

Mais água do que papel dentro do copo do liqüidificador. Depois de batido obtemos uma poupa bem líquida.

3. Temperando a sopa de papel

Despeje o conteúdo do copo do liqüidificador em um tanque, uma bacia ou uma cuba de pia devidamente fechada para que seu trabalho não escorra pelo ralo. Podemos adicionar uma colher de formol nesta sopa para evitar que o papel estrague. Umas duas colheres de carbonato de cálcio ajudarão a tornar o papel mais forte. Para se fazer um papel fino e resistente pode-se adicionar cola branca. Para deixar o papel mais brilhante, adicione uma colher de sopa de amido de milho.Para se obter papéis coloridos, adicione anilina, mas ótimos resultados também são obtidos misturando papéis coloridos de caixas de ovo ou de maçã. Um papel decorativo, talvez para a capa de uma agenda, pode conter folhas secas, cascas de cebola ou pequenas pétalas secas. Se quiser colocar aroma no papel, adicione os extratos ou folhas nesta etapa.

4. Retirar uma folha de papel com a tela

Introduzindo dentro do tanque um dos nossos quadros com a tela voltada para cima e emergindo-a vagarosamente na horizontal teremos uma fina camada de material que será o nosso futuro papel. Ou, coloque várias camadas de jornais no fundo da tina (bacia ou tanque). Despeje cuidadosamente a mistura de polpa no centro da tela. Usando a espátula, distribua de maneira uniforme, a massa sobre a tela, deixando na borda uma margem livre de 5 cm.

5. Secar o papel

Coloque a segunda tela sobre a massa e cubra com diversas camadas de jornal. Usando um rolo de abrir massa ou as palmas das mãos (ou a prensa), aperte ou esprema, para fazer sair o excesso de água da polpa. Repita este processo várias vezes, trocando o jornal conforme o necessário para absorver mais água.

6. Acabamento

Retire as duas camadas de tela da tina. Coloque a massa coberta com a tela em uma área aquecida sobre um pouco de jornal e deixe secar em superfície plana. Deixe o papel secar durante a noite. Quando estiver seco, apare-o no formato que desejar. Uma guilhotina é bastante útil nesta hora para cortar as rebarbas. Se o papel estiver muito amassado, passe-o a ferro.

Referências Bibliográficas
LEVINE, Shar e GRAF, Allison. Projetos para um planeta saudável: experimentos ambientais simples para crianças. 3ª ed. São Paulo: AUGUSTUS, 1996. pág. 66-68.
http://www.luzazul.floripa.com.br

© 2005 2015 Mundo da Keka · - Todos os direitos reservados

Copyright © Henrique O. Negócios Digitais