Menu
Aspartame

O5N2

Este termo descreve um grande grupo de compostos orgânicos (mais de 400) sendo que o mais representativo é o 2, 3, 7, 8-tetracloro-dibenzo-p-dioxina, também conhecido por TCDD. A dioxina é um dos compostos mais tóxicos produzidos pelo homem, podendo ser letal pelo simples contato com a pele; é teratogênica e carcinogênica.


Aspartame

A dioxina surgiu como arma química usada pelos americanos na II Guerra Mundial. Sua sigla era LM. A intenção dos americanos era liberar essa substância nas lavouras dos japoneses. Entretanto, eles optaram por lançar a bomba atômica, em Nagasaki, no ano de 1945. Foi usada também como “Agente Laranja”, durante a guerra do Vietnã.

As dioxinas são produtos gasosos indesejados de muitos processos industriais que envolvem reações com cloro, tais como preparação de pesticidas, indústria polimérica, indústria têxtil, branqueamento de papéis, entre outros, além de ser produzido na incineração do lixo químico, hospitalar, doméstico e PVC.

Estes compostos têm grande afinidade pelas gorduras ou pelos alimentos que contém gorduras (lingüiças, queijos, leites, manteigas, carnes, etc.). Caindo nas pastagens, ela passa às gorduras dos animais e daí para o alimento que o homem irá ingerir.

Segundo o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), 69% das dioxinas lançadas na atmosfera são provenientes de incineradores. Devido a fortes pressões das comunidades esclarecidas, as grandes usinas incineradoras de lixo doméstico existentes no Primeiro Mundo tendem a ser desativadas. Confira mais informações no artigo “Ar de SP tem mais dioxinas que o de outras metrópoles”, no link Meio Ambiente.