Menu
Histamina

C5H9N3


A Histamina é uma amina biogênica vasodilatadora envolvida em processos bioquímicos de respostas imunológicas. Exerce também função reguladora na fisiológica intestinal além de atuar como neurotransmissor. 

Histamina

Substância de aspecto cristalino, incolor, solúvel em água,, é liberada no organismo por ação de agentes químicos e biológicos, ou por fatores físicos como calor, frio e energia radiante, a histamina provoca, nos indivíduos sensíveis, reações alérgicas variadas.

O nome científico é B-imidazoliletilamina, é um composto derivado da histidina (aminoácido importante na composição das proteínas), encontrado em tecidos do corpo dos mamíferos e em alguns vegetais. Pertence ao grupo de substâncias chamadas autocóides, desprendidas pelos tecidos em condições de tensão, inflamação ou alergia.

Isolada do esporão do centeio (Claviceps purpurea) e da mucosa intestinal, em 1910, foi obtida também, no mesmo ano, pela descarboxilação (eliminação do gás carbônico) da molécula da histidina por intermédio da enzima L-histidina descarboxilase, de origem bacteriana. 

Essa molécula possui intensa e variada atividade biológica e é extremamente ativa em doses muito pequenas. Os antígenos, ao reagirem com anticorpos, liberam histamina, o que também pode ocorrer por ação de agentes químicos (veneno de cobra ou vespa, enzimas e detergentes) e produtos químicos (aminas, amidinas, guanidinas). As reações antígeno-anticorpo também são chamadas de choque anafilático, uma resposta imediata, e muitas vezes fatal, ao contato com um antígeno ao qual o indivíduo se tornou sensível. 

A descarga de histamina causa espasmos e pode resultar em asfixia. Além disso, a combinação de dilatação dos vasos e redução do volume do fluxo sanguíneo pode levar ao choque e ao colapso. Para neutralizar os efeitos das histaminas, começaram a ser produzidas, na França, em 1947, os anti-histamínicos. Sua administração deve ser moderada, pois doses elevadas produzem tonteira, sonolência, náuseas, irritação gastrintestinal, dor de cabeça, vista turva e secura na boca. 

Fonte:

1.Imagem Molécula
http://pt.wikipedia.org/wiki/Histamina acessado em 05/02/2015

2.Texto
http://www.infoescola.com/compostos-quimicos/histamina/ acessado em 05/02/2015
http://www.janssen.pt/allergies acessado em 05/02/2015

 

\