Menu
Piretrina


C21H28O3


Piretrina

As piretrinas são compostos naturais derivados de Chrysanthemum cinerariaefolium (crisântemo/figura 1), que têm potentes propriedades inseticidas e apresentam como principal função orgânica o grupo éster. São usadas normalmente em inseticidas para uso doméstico e em produtos para controlar insetos em animais domésticos ou no gado. A estrutura química das piretrinas é a base para uma variedade de inseticidas sintéticos chamados piretróides.


Piretrina

Figura 1. Chrysanthemum cinerariaefolium (crisântemo) (1)

Dentro das piretrinas conhecem-se seis substâncias biologicamente ativas com propriedades inseticidas. Estas moléculas classificam-se em dois grupos: as moléculas do grupo piretrinas I (tabela 1), são ésteres do ácido crisantémico e as do grupo piretrinas II (tabela 2), são ésteres do ácido pirétrico.

Tabela 1. Piretrinas I (2).

Piretrina

Tabela 1. Piretrinas I (2).

Piretrina

Não é recomendável a utilização destas substâncias em agricultura ecológica por tratar-se de um inseticida total: elimina tanto a fauna insetívora benéfica como à fauna prejudicial (pragas) e, portanto, afeta à biodiversidade que é um dos pilares fundamentais da agricultura orgânica, biológica ou ecológica.

A piretrina ataca o sistema nervoso de todos os insetos e inibem as fêmeas dos mosquitos de morder. Quando usadas em quantidades menores atuam como repelentes. São muito tóxicas para os peixes e menos venenosas para aves e mamíferos, aliás, menos venenosas que muitos dos inseticidas comercializados no país.

Conheça outras plantas inseticidas:

Alfafa – combate mosquitos

Alfavaca, manjericão branco – inseticida contra moscas e mosquitosv

Angico – combate as saúvas

Anis ou erva-doce – repelente de traças

Arruda – inseticida de pulgões e cochonilhas sem carapaça

Cebola ou cebolinha verde – repele vaquinha e combate pulgões e lagartas

Chagas, capuchinho – repelente de nematóides

Chuchu – atrativo de lesmas e caracóis

Coentro – combate ácaros e pulgões

Cravo-de-defunto – neomaticida, repelente de pulgão e broca-de-tomateiro

Crotalária – combate nematóides

Eucalipto – folhas são inseticidas de grãos armazenados

Gergelim – contra saúvas, plantio ao redor das plantas

Gerânio – repelente de insetos na horta

Girassol – inseticida, repelente

Hortelã ou menta – repele formigas e ratos

Manjericão – inseticida em geral

Mamoeiro – ferrugem do cafeeiro

Nim – inseticida em geral

Pimenta - repelente de insetos

Samambaia - contra ácaros, cochonilhas e pulgões

Tomateiro – ação inseticida contra pulgões (folhas e tatos)

Tomilho – repelente de pulgas e percervejos

Urtiga – combate pulgões e fungos das plantas

Fonte:

(1) Conheça outras plantas inseticidas. Disponível em: http://colunistas.ig.com.br/dicasdaarquiteta/tag/paisagismo/
acessado em 27/02/2013

(2) Wagner SL. 1993. Allergy from Pyrethrin or Pyrethroid Insecticides. Journal of Agromedicine 1 (1): 39-45.

(3) Pascual-Villalobos MJ. 1996. Avaliação da actividade insecticida de extractos vegetales de Chrysanthemum coronarium. Boletim de Previdência Vegetal e Plagas 22 (2): 411-420.

(4) Imagem Molécula http://pt.encydia.com/es/Piretrina
acessado em 27/02/2013