Menu
Parafenilenodiamina

C6H8N2

A Parafenilenodiamina, também designada por p-fenilenodiamina, 1,4-diaminobenzeno ou 1,4-fenilenodiamina é uma amina aromática em que os dois radicais amina estão em carbonos opostos do benzeno (nas posições para). É utilizada como corante em tinturas de cabelo, tatuagens temporárias, graxas, pneus, corantes para abrigos de pele e pêlos, tintura de tecidos e couro (preto, azul e marrom), tintas de impressão, revelador fotográfico, artigos de borracha (fone de ouvido, roupas, luvas, sapatos, bolas, elásticos), antioxidante em óleos, azocorantes, corantes de esmalte, reagente de análises químicas.


Parafenilenodiamina

Conhecida pela sigla PPD, é uma das substâncias que mais provam reações alérgicas. A última tendência mundial em tinturas é abolir o emprego dessa molécula nas formulações. As tinturas com PPD já foram proibidas na Alemanha e o conceito PPD-free dyes começa a se alastrar na Europa. As primeiras tinturas contempladas com fórmulas livres de PPD foram preparadas para a aplicação por profissionais, para uso exclusivo em salões.

A holandesa Keune, tradicional empresa familiar do ramo que, desde 1924, se dedica integralmente à manufatura de produtos para cabelos direcionados a cabeleireiros, já teria lançado, em 2007, uma nova tecnologia em tintura, deixando para trás o PPD, utilizado há quase um século por grandes fabricantes de tinturas.

Mais recentemente, chegou a vez da L’Oréal Paris abraçar a causa PPD-free, ao apresentar para o mercado do varejo, de sua base de lançamentos européia, a tintura de oxidação Excell 10’. Em lugar de PPD, essa coloração permanente em creme traz diaminotolueno (TDS), pigmento considerado de menor agressividade para a saúde do couro cabeludo, e que promete cobrir 100% dos fios brancos.

No mundo todo, prós e contras associados ao uso dos pigmentos de PPD e outras substâncias já são há algum tempo conhecidos. Constituídos de moléculas primárias para uso em tinturas oxidativas permanentes, esses pigmentos apresentam pequena dimensão e têm capacidade para penetrar além das cutículas protetoras dos fios, atingindo o córtex, onde darão origem aos tons de fundo mais escuros como os pretos e os castanhos escuros.

Se você sente reações estranhas e incômodas ao usar algum tipo de cosmético ou manipular produtos de limpeza ou qualquer outro, procure um médico para saber se o problema é alérgico - em muitos casos é possível identificar quais substâncias estão provocando estas reações (teste de contato). As embalagens dos produtos contêm informações sobre as substâncias utilizadas, o que lhe permitirá evitar o uso de produtos inadequados.

Principais substâncias responsáveis por alergias:


Parafenilenodiamina

Fonte:

Fonte 1
http://pt.wikipedia.org/wiki/P-fenilenodiamina

Fonte 2
http://www.alergohouse.com.br/

Fonte 3
http://www.quimica.com.br/revista/qd479/cosmetico/cosmeticos01.html

Europa começa a banir pigmentos irritativos e Brasil deve seguir medidas Revista Química e Derivados Edição nº 479 - Novembro de 2008.

Scientific Commitee on Consumer Products (SCCP): Opinion on p-Phenylenediamine (2006), COLIPA nº A7 of European Commission Health & Consumer Protection Directorate-General, Directorate C – Public Health and Risk Assessment (SCCP/0989/06)