Menu
Dióxido de Carbono

CO2

O Doíxido de Carbono é o gás que exalamos (produto final do consumo dos compostos orgânicos que ingerimos como alimentos. É classificado como um óxido. Quando um composto orgânico queima, cada átomo de carbono é extirpado da sua molécula por dois átomos de oxigênio e é elininado como dióxido de carbono (combustão completa). Se o oxigênio for insuficiente, o carbono é eliminado como monóxido de carbono, CO (combustão incompleta). Nessas reações de queima, a formação das ligações carbono-oxigênio são acompanhadas pela liberação de energia na forma de calor ( reações exotérmicas). Num músculo ou no cérebro a energia liberada quando o dióxido de carbono é formado pode ser usada para levantar um peso ou para produzir uma idéia.


Dióxido de Carbono

Essa molécula é também o produto final da transformação parcial dos carboidratos durante a fermentação, que é um tipo incompleto de respiração que forma álcool como outro produto principal. Portanto, o dióxido de carbono é o gás contido no “colarinho” da cerveja e nas bolhas do champanhe. Em água é popular como club soda ou água gasosa e, com essências e corantes, os refrigerantes. Em água forma o fraquíssimo Ácido Carbônico (H2CO3), que “pica” a língua, realça o sabor e age como bactericida suave. É também a molécula responsável pelo “crescimento” dos pães e bolos. Na atmosfera, o gás carbônico aprisiona parcilamente a readição infravermelha emitida pela superfície quente da Terra. Essa energia aprisionada aquece a Terra num processo denominado Efeito Estufa., que é um fenômeno natural e bom. Esse aquecimento mantém a temperatura média do globo em 15ºC, se não fosse esse aquecimento natural não haveria vida, pelo menos não nas formas que conhecemos. Hoje, essa molécula é a vilã do aquecimento global. Elas já existem naturalmente na atmosfera, ocasionando o aquecimento natural e bom. O Problema é que aumentamos muito a concentração desse gás, gerando esse superaquecimento.