Menu
Ultilização do gás de aterro

 

USEPA - United States Environmental Protection Agency - Agência de Proteção 

Ambiental dos Estados Unidos

Os grandes centros urbanos estão condenados a produzir cada vez mais lixo, resultando em um aumento de aterros sanitários, que por sua vez poluem o ar, causam mau cheiro, provocam doenças, incêndios, asfixia, diminuindo assim, a qualidade de vida dos cidadãos.

O metano é o poluente atmosférico mais abundante na camada inferior da atmosfera, sobretudo nas grandes cidades, por ser emitido junto ao solo. O metano é encontrado em aterros sanitários e é formado em uma ação anaeróbia (sem oxigênio) resultando em um gás que é lançado no ar.
 

Preocupados com esta situação, a EPA (Environmental Protection Agency) junto com o governo dos Estados Unidos, entre outras entidades, realizaram um projeto piloto de geração de energia através do gás de aterros sanitários, em uma cidade do México. A EPA é um órgão do governo que atua na qualidade e proteção do meio ambiente, gerenciando projetos sobre a qualidade do ar, da água, recursos hídricos, solos, entre outros mais.

Um dos projetos em andamento da EPA utiliza o gás de aterro como combustível para veículos de utilidade dentro do próprio aterro sanitário; outro aproveita o gás em um injetor para queimar o chorume. Há projetos também que utilizam esta energia alternativa para tubulações de aquecedores à gás nas residências. O uso em caldeiras, contudo, tem maior rendimento e menor custo.
A utilização deste gás tem importância considerável para o meio ambiente, uma vez que diminui o mau cheiro, reduz a quantidade de emissão de gases milhões de toneladas de lixo produz 1 MW de energia por dia.

Com o aumento de projetos e crescente interesse da população em utilizar a energia verde, está havendo também um aumento de tecnologia para que esta energia se torne mais barata localmente, já que o mundo e principalmente o Brasil, que exporta o gás natural para os estados americanos, se encontram em crise de energia.

Saiba mais sobre a EPA e seus projetos: 
 

Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos: www.epa.gov/lmop