Menu
Fluoroacetato de Sódio

NaFC2H2O2

O Fluoracetato de Sódio (FAS), também conhecido como composto 1080, tem ocorrência natural em algumas plantas tóxicas sendo, no Brasil, encontrada na Palicurea marcgravii. Foi sintetizada pela primeira vez em 1896, na Bélgica e é quimicamente idêntica a sua ocorrência natural. Esta substância química foi sintetizada nos Estados Unidos em meados de 1940, para uso como raticida.


Fluoroacetato de Sódio

Foi introduzido no Brasil em 1965, retirado do mercado em 1980 devido ao alto número de acidentes fatais e em 1982, foi totalmente proibida sua produção, importação, formulação e comercialização em todo o território nacional. Embora haja esta proibição, o uso do FAS no país é feita geralmente de forma ilegal, sendo que ainda hoje vêm sendo descritos casos de intoxicação por esta molécula.

Apresenta-se na forma de um sal branco, inodoro, sem sabor e translúcido quando diluído em água. Como a molécula apresenta uma parte polar e outra apolar, é solúvel tanto em água como em gordura, sendo rapidamente absorvida pelo organismo. É mortal se ingerido, inalado ou absorvido pela pele. Não existe antídoto conhecido. Pode ser adicionada em qualquer tipo de isca, a dose tóxica varia de 0,05 a 1 mg/kg.


Fluoroacetato de Sódio

Fonte:

http://www.scribd.com/doc/20247529/Caso-Bioquimico-Ciclo-de-Krebs

http://pt.wikipedia.org/wiki/Fluoroacetato_de_s%C3%B3dio

COLLICCHIO-ZUANAZE, R.C. Intoxicação por fluoroacetato de sódio: avaliações clínica, hemogasométrica, eletrocardiográfica e da eficácia do gluconato de cálcio e succinato de sódio como protocolo terapêutico. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista. Botucatu, 2002. 133p.

PETERSON, M. E.; TALCOTT, P. A. Small animal Toxicology. 2nd ed. Philadelphia: Elsevier/Saunders, 2006.