Mundo da Keka || Química
Menu
Alquimia

O que é Eletrólise ?

Eletrólise é a transformação da energia elétrica em energia química; é o processo contrário da pilha. Não é um processo espontâneo.
Pode ser de dois tipos:


     • Eletrólise ígnea: provocada pela passagem de corrente elétrica por meio de um composto iônico fundido.
     • Eletrólise aquosa: provocada pela passagem de corrente elétrica por meio de uma solução aquosa de um eletrólito.

O fenômeno que ocorre é o mesmo que na pilha o ânodo oxida e o cátodo reduz, porém a polaridade é invertida:

Aplicações da Eletrólise

Uma das aplicações mais conhecidas da eletrólise é a eletrodeposição, que está relacionada ao revestimento de superfícies. Geralmente é feito para prevenir materiais da corrosão, ou também apenas para revestir uma peça como por exemplo, "banhar" jóias através da douração.

     • Galvanização: é o processo no qual uma peça metálica recebe um revestimento de outro metal, através da eletrólise aquosa de um sal. A peça deve ser colocada no cátodo e o sal deve conter o íon metálico que se deseja depositar. Os exemplos mais conhecidos são os revestimentos por cromo (cromação) ou por níquel (niquelação).

Este é um processo que também permite revestir anéis com uma camada de ouro e faqueiros com uma camada de prata.
O ferro galvanizado consiste no ferro que recebeu uma camada superficial de zinco por eletrólise.

     • Anodização: Uma forma de resguardar certos materiais contra a corrosão é a formação de uma camada protetora superficial de um óxido do próprio metal.
Um exemplo de anodização bastante conhecido é o caso do alumínio. A peça de alumínio a ser protegida será o ânodo (pólo +) durante uma eletrólise de uma solução aquosa de H2SO4.

O oxigênio liberado no ânodo (peça de alumínio) ataca o metal, formando óxido de alumínio:

A camada protetora de Al2O3 se apresenta bastante porosa, o que permite a retenção de corantes na sua superfície; em seguida, os corantes são selados usando-se água quente. Este processo é muito utilizado em cinzeiros e tampas de panela de alumínio em cores.

     • Outras aplicações: refino eletrolítico do cobre, obtenção de alguns elementos como flúor, cloro, metais alcalinos, metais alcalino-terrosos e alumínio. E ainda, produção industrial de soda cáustica, cloro, hidrogênio, ácido clorídrico e hipoclorito de sódio.


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

FERRARO, Nicolau Gilberto. Eletricidade: história e aplicações. 10ª ed. São Paulo: Editora Moderna, 1986.p. 31-35.

PERUZZO, Tito Miragaia; CANTO, Eduardo Leite do. Química na abordagem do cotidiano. São Paulo: Moderna, 1993. v 2 p. 116-77.

GENTIL, Vicente. Corrosão.2ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Dois, 1983, 453 p.