Menu
2,4,6-Tricloroanisol (TCA)


C7H5Cl3O

Saber escolher e apreciar um bom vinho é uma arte. Existem alguns problemas que realmente podem se apresentar em uma garrafa de vinho, mesmo dos produtores mais rigorosos e dos restaurantes melhor preparados, sendo que o principal e mais famoso deles é a contaminação por TCA.


2,4,6-Tricloroanisol (TCA)

TCA (ou 2,4,6 tricloroanisol) é uma substância formada por uma reação química que ocorre naturalmente na cortiça, o material que compõe as rolhas. O grande "perigo" - e o maior problema das rolhas de cortiça - é que esta substância afeta consideravelmente o vinho mesmo em baixíssimas concentrações. Para se ter uma ideia, assume-se que a maior parte das pessoas consegue perceber (mas talvez não identificar) o efeito do TCA em concentrações tão baixas quanto 5 partes por trilhão (ppt), o que seria equivalente, em medida de tempo, a um SEGUNDO em 6.400 ANOS!!!!

O TCA é o responsável pelo que os especialistas chamam de "bouchonée" - algo como arrolhado, em francês. Por ser frequentemente decorrente do metabolismo de fungos, a substância nos parece ao nariz desagradável e ofusca os perfumes e os sabores do vinho com outros que normalmente considera-se desagradáveis e normalmente nos faz pensar em mofo e papelão molhado. Substâncias congêneres como o tetracloroanisol ou o tribromoanisol também provocam os mesmos sintomas no vinho.

Também conhecido como "defeito da rolha", é um problema que atinge cerca de 5% das garrafas de vinho no mercado, algo equivalente a mais de 1 bilhão de recipientes a cada ano.

Embora a rolha de cortiça natural seja identificada como a maior culpada por este defeito, não se trata da única vilã. O T.C.A. é o resultado da presença de um fungo - como o Penicilium ou o Trichoderma, que estão livres no ambiente e consequentemente nas madeiras (tanto das instalações vinícolas, quanto das barricas e rolhas) - somado ao contato com substâncias cloradas (facilmente achadas em produtos para tratamento e limpeza de madeiras) e fenóis, naturalmente encontrados nas rolhas. Da junção destes três fatores, desenvolve-se o T.C.A.

Este defeito não pode ser observado a olho nu. Embora não cause nenhum dano à saúde humana, não há forma de se tratar e corrigir.

Fonte:

Imagem Molécula
http://en.wikipedia.org/wiki/2,4,6-trichloroanisole
acessado em 10/12/2012.

Pesquisa Texto
http://revistaadega.uol.com.br/Edicoes/42/artigo132576-1.asp
acessado em 10/12/2012.

SPADONE, Jean Claude; TAKEOKA, Gary; LIARDON, Remy. "Analytical investigation of Rio off-flavor in green coffee". Journal of Agricultural and Food Chemistry 38: 226–233. 1990.