Menu
Ascarel

C12H10-nCln

Ascarel é um dos nomes comerciais de um fluído dielétrico organoclorado de grande teor tóxico, usado para a refrigeração de transformadores e capacitores elétricos. No Brasil é chamado de Alocloro 124.


Ascarel

Também conhecido por bifenilas policloradas (PCBs), são hidrocarbonetos clorados que consistem em dois anéis de benzenos unidos por uma ligação simples C-C, podendo apresentar diversas substituições com até 10 átomos de Cl. Não tem cheiro nem gosto, são amarelados, voláteis à temperatura ambiente, podendo estar na fase gasosa (até 5 Cl) ou líquida (6 Cl ou mais), além de serem hidrofóbicos, possuindo alta solubilidade em solventes orgânicos (óleos e gorduras).

A produção comercial de PCBs iniciou-se em 1920, pela Monsanto, nos EUA. Em 1983 foi proibido o uso da substância em todo o território americano. No Brasil foi proibido pela Portaria Interministerial n° 19, de 29 de janeiro de 1981. Desde a publicação da referida portaria, está proibida a instalação de qualquer equipamento que utilize o Ascarel ou qualquer elemento congênere.

Igualmente, foi proibida a fabricação do produto químico em território nacional, assim como o uso e a comercialização de PCBs, em todo estado, puro ou em mistura, em qualquer concentração ou estado físico, conforme prazos estabelecidos na própria norma, mas ainda existem muitos equipamentos abandonados contendo este produto em subestações de trens e em edifícios industriais.

Os PCBs são incorporados às águas principalmente através de pontos de descarga industrial e urbana nos rios, lagos e águas costeiras. Nos seres humanos as conseqüências de contaminação por PCBs observadas são: cloracne, hepatomegalia, atrofia do timo, imunosupressão, neurotoxicidade, toxicidade dérmica, hiperpigmentação, problemas oculares, além da elevação do índice de mortalidade por câncer no fígado e vesícula biliar.


Ascarel

Fonte:

SALGADO, P. E. de T.; Bifenilas Policloradas, Poluentes Orgânicos Persistentes, POPs, Série Cadernos de Referência Ambiental: Salvador, 2002, vol. 13, cap. 2.
ABNT (Brasil), Ascarel para transformadores e capacitores - Características e riscos; NBR 8371/94, São Paulo, 1994.
EPA, (US); Screening test method for polychlorinated biphenyls in soil, Method 9078, 1996.
MORIARTY, F. Ecotoxicology, London: Academic Press, 2ª ed., 1990. p. 12.

Fonte 1 - O-Eco
http://www.oeco.com.br/paulo-bessa/16882-oeco_14059
acessado em 24/11/2011

Fonte 2 - Cartoonstock
http://www.cartoonstock.com/cart.asp?from=stock&basket=yes
acessado em 24/11/2011