Menu
Por que a espuma é branca independentemente da cor do sabão ou sabonete?

A luz que nossos olhos são capazes de ver está compreendida entre o vermelho e o azul (lembre-se do arco-íris). Cada uma das cores apresenta um ‘tamanho’ (ou comprimento de onda luminosa) diferente: a luz azul tem o menor, com cerca de 400 nanometros (nm), enquanto a vermelha tem o maior, com 800 nm aproximadamente.

Sabões, sabonetes, xampus e demais compostos que produzem espumas – ou seja, que possuem moléculas chamadas tensoativas – também levam em sua formulação, geralmente, corantes capazes de conferir-lhes uma variedade de cores. Nesses casos, a luz é absorvida e resulta na cor observada.

Já as partículas que constituem as espumas são bolhas de ar envoltas por uma fina camada de detergente e água. As dimensões físicas dessas bolhas (em torno de 1.500 nm) são maiores do que os comprimentos de onda de qualquer luz visível. Por isso, ao bater nas bolhas, a luz é espalhada, resultando na mistura óptica de todas as cores – o branco.

Mário José Politi
Instituto de Química, Universidade de São Paulo.

http://cienciahoje.uol.com.br/4230 - fevereiro 2006